Viena

Proudly UNQUIET

Patrocínio:

Viena, inverno e verão

“Quando estiver no Ring, use sapato. Tênis é coisa de turista desavisado”. Essa foi a primeira recomendação que recebi de uma amiga austríaca ao chegar pela primeira vez em Viena. Ring é o conjunto de avenidas que circunda o imponente centro histórico e seus múltiplos palácios, principal atração da cidade. A dica já deixou claro que Viena, conhecida por ter a melhor qualidade de vida do planeta, segue valorizando a formalidade e discrição, regras que valem até mesmo para sua animada cena LGBT. Imagine usar o mesmo look para ir a um concerto de Mozart no Musikverein e de lá direto para o Café Savoy, um marco da noite gay e da arquitetura em estilo palaciano – que por sinal tem os maiores espelhos do mundo depois dos de Versalhes. Nada mais vienense.  

Até sauna gay tem interesse histórico. A Kaiserbründl foi um antigo banho romano que no século 19 ganhou uma luxuosa reforma e era frequentada pela nobreza, incluindo nosso D. Pedro II quando ia visitar seu primo, o imperador Franz Joseph I. A mesma estrutura se mantém conservada até hoje e quem nunca foi a uma sauna tem uma boa desculpa para fazê-lo.

O epicentro da cena gay fica em torno do Naschmarkt, o mercado de frutas e legumes a céu aberto construído sobre o rio Viena. Por ali encontramos um lindo edifício rosa onde funciona o Türkis Rosa Lila Villa, um antigo squat que hoje funciona como hub do movimento LGBT em Viena, com um co-living, um coworking, um centro de informações e de apoio à comunidade LGBTQIA+, além de um simpático café.

Ring de Viena | Foto: iStock
Prédio da prefeitura de Viena
Prefeitura de Viena | Foto iStock
Cafe Savoy | Foto: Wikimedia Commons
Rainbow Ball | Foto: Reprodução Facebook

No inverno acontece a temporada de bailes, equivalente a um ‘carnaval’ local, e tem como um dos pontos altos o Rainbow Ball, organizado por e para a comunidade LGBT de Viena. Trajes de gala são mandatórios, mas mulheres podem usar smoking e os homens vestidos longos à vontade. Recomendam-se apenas sapatos confortáveis pois a ordem é rodopiar em dupla das sete da noite às quatro da manhã. Decidi fazer um par de aulas para aprender a valsa, tanto conduzindo como sendo conduzido, o que parece ser a ideia de ‘versátil’ em um baile vienense.  

No verão a cena é outra. Viena é uma das poucas capitais onde é possível nadar nas águas límpidas do rio que corta o centro, no caso o Danúbio. Há até uma praia de nudismo, que não por coincidência é também a praia gay. Ela fica na Donauinsel, a longa ilha que separa o Danúbio do chamado Novo Canal. As áreas onde é permitido tomar sol e ir ao bar sem roupas estão marcadas com FKK (freikörperkultur ou cultura do corpo livre, que é sinônimo de nudismo em alemão). Piqueniques também são parte crucial do verão vienense e na Wasserspielplatz na Donauinsel acontecem grandes piqueniques LGBT nos domingos de julho e agosto. Meu lugar favorito para piqueniques é Grinzing, em uma das vinícolas e seus heurigen (tavernas dos vinicultores). Sim, a cidade também tem vinícolas urbanas!

viena lgbt - Rainbow Ball: salão com luzes coloridas e pessoas vestindo blacktie
Rainbow Ball | Foto: Reprodução Facebook
viena lgbt
Hunderwasserhaus | Foto: iStock

Um dos mais célebres moradores de Viena foi Sigmund Freud. Em seu apartamento original, próximo do Ring, é possível ver o primeiro divã da história da psicanálise. Praticamente um ponto de romaria de todas as pessoas que já fizeram terapia. Outro cidadão vienense que é objeto de veneração – pelo menos de minha parte – é o multiartista e ecologista Hundertwasser, que construiu a Kunsthaus, Hunderwasserhaus e a torre de reciclagem de lixo, impressionantes marcos arquitetônicos modernos de Viena

O roteiro não deve deixar de contemplar uma visita aos jardins e palácio de Schönbrunn, residência da imperatriz Sissi, eternizada por uma trilogia de filmes que a tornaram um dos primeiros ícones gays da história.

Pride e Festivais:

Vienna Pride acontece no meio de junho e tem como ponto alto a Rainbow Parade (em bom alemão Regenbogenparade) que desfila pelos cinco quilômetros do Ring. Em frente ao majestoso palácio da prefeitura é montado o Pride Village onde acontecem shows, feira de comidinhas e outras atrações durante uma semana. No mesmo lugar no inverno acontece o popular Christkindlmarkt, o mercado de Natal com pistas de patinação. 

Essencial Proudly UNQUIET

Há cerca de uma hora do centro de Viena fica Bratislava. A capital da Eslováquia costuma ser visitada pelo contraste entre as arquiteturas medieval e do período comunista e pela coleção de divertidas estátuas de figuras humanas do centro histórico. Mas Bratislava é famosa entre o público gay por ser sede da Bel Ami, uma das maiores produtoras de filmes adultos para homens, cujos filmes são estrelados por tipos pretensamente eslovacos comuns encontrados nas ruas da cidade… 

viena lgbt
Egon Schiele | Foto: reprodução
viena lgbt
Casa de Freud | Foto: Wikimedia Commons
Museums Quartier | Foto: IStock
viena lgbt
Leopold Museum | Foto: iStock
viena lgbt - O Beijo, obra de Gustav Klimt
Gustav Klimt | Foto: Reprodução

Museus que recomendamos:

Em qualquer época do ano, Viena oferece a quem curte arte, alguns dos melhores museus da Europa. No MuseumsQuartier, na região central, ficam uma série de atrações onde se destacam os monumentais Mumok, de arte moderna, e o Leopold Museum, com a maior coleção de Egon Schiele do mundo. O Palácio Belvedere foi construído pelo príncipe Eugênio de Saboia, um dos mais famosos gays da história da Áustria. Atualmente é um museu que abriga o maior acervo do pintor Gustav Klimt, incluindo o magnífico O Beijo.

Dica UNQUIET:

Viena é a capital da música clássica. Por isso, não deixe de consultar a programação da impressionante Wiener Staatsoper, a ópera estadual da cidade, que muda a programação diariamente, garantindo a possibilidade de conferir diferentes espetáculos em qualquer passagem pela cidade. São inúmeras as opções de salas para acompanhar concertos com músicos da famosa filarmónica local. A Muziekverein e a Wiener Konzerthaus têm programas concorridos que privilegiam o filho pródigo Mozart e todos por ele influenciados.

Onde Ficar:

Park Hyatt Vienna
Localizado na área conhecida como “Golden Quartier”, famosa pela concentração de ótimas lojas, restaurantes e cafés, o Park Hyatt Vienna conta com a inconfundível decoração minimalista da marca que contrasta com arte em um prédio histórico. 

Andaz Vienna Am Belvedere
Um dos hotéis mais modernos e agradáveis da cidade tem localização privilegiada no Ring, próximo ao famoso jardim Belvedere. As áreas comuns, incluindo o bar e o restaurante, são endereços badalados no final do dia. 

viena lgbt - Ópera de Viena iluminada
Opera de Viena | Foto: IStock

Idiomas oficiais: Alemão
Moeda: Euro
Clima: A melhor época para visitar Viena é de junho a setembro. O final da primavera e o verão na cidade trazem uma atmosfera alegre, com gente na rua até altas horas. No outono e inverno, apesar do frio e dos ventos fortes, a cidade pode ser experimentada com mais tranquilidade. O calendário cultural segue agitado durante todo o ano.

    UNQUIET Newsletter

    mobil okey oyna
    https://www.fapjunk.com https://pornohit.net
    evden eve nakliyat
    evden eve nakliyat
    akumyolda.comakumyoldaakumyolda.comakumyolda.comakumyolda.comakumyolda.com
    turkceingilizce.gen.trturkceingilizce.gen.tr
    translatedicttranslate dicttranslatedict.com
    Freetranslations.org is a web site to help you to translate to English from tens of languages as a free translator.freetranslationsfreetranslations.org london escorts
    ©UNQUIET 2024 - Todos os direitos reservados
    Think4
    Voltar ao topo