Copenhagen

Proudly UNQUIET

Patrocínio:
Fechar

Benefícios Exclusivos UNQUIET: Copenhagen, Scandic Kodbyen

Saiba mais

Consulte seu agente de viagens

Scandic Kodbyen

  • Guia personalizado, montado pelo concierge especialmente para os leitores da UNQUIET com foco em segredos e lugares frequentados pelos moradores da cidade, incluindo dicas dos eventos e vantagens, de acordo com a disponibilidade.Código: UNQUIET SPECIAL OFFER
    Validade: viagens até novembro de 2022

Prédios de pedra escandinava contrastam com cores vivas de esculturas e fachadas de novos negócios. Habitantes locais cruzam de bicicleta por todos os lados em ruas de paralelepípedos, onde uma das maiores estruturas cicloviárias do planeta foi instalada. É perfeitamente possível ser um turista em Copenhagen sem se sentir como tal. 

A capital dinamarquesa é um dos lugares mais legais do planeta. E há muito mais em Copenhagen do que os Jardins Tivoli, o famoso parque de diversões cartão-postal da cidade. Ao trocar a Pequena Sereia por uma viagem a Louisiana, descobre-se uma das coleções internacionais mais impressionantes da Escandinávia. 

E ao pedalar sem rumo pela “Bicycle Snake”, provavelmente, a ciclovia mais panorâmica do mundo, com cerca de 22 quilômetros, é possível descobrir vistas de Copenhagen a partir da bacia do porto, onde alguns dos melhores exemplares da admirada arquitetura escandinava estão instalados. 

copenhagen lgbtqia+
Foto: Divulgação
Superkilen | Foto: Flicker

Em 2021, a Time Out elegeu Nørrebro o bairro mais legal do mundo. E não é difícil entender o porquê. Negócios criativos proliferam na mesma velocidade em que novos restaurantes e cafés são inaugurados. Reduto de artistas, a região rapidamente se tornou queridinha do público LGBTQIA+. 

E em como todos os cantos de Copenhagen, a aura de igualdade e respeito é a marca registrada de Nørrebro, onde casais de todas as orientações demonstram carinho livremente. É impossível não reparar na quantidade de famílias homoafetivas nesta parte da cidade, com carrinhos de bebês aos montes, passeando pelas calçadas. 

copenhagen lgbtqia+
Nørrebro | Foto: Divulgação

Se o efeito Noma colocou Copenhagen no radar foodie, Nørrebro espelha sua identidade multicultural em pequenos restaurantes e cafés espalhados por ruas como a hipster Jaegersborggade. Uma filial do Grød, queridinho e especializado em bowls elaborados, é uma opção casual na rua. 

Em Nørrebro encontram-se ainda algumas das lojas mais incríveis da capital dinamarquesa. A Vanishing Point é o endereço para quem busca joias, fotografias e peças de roupa dos mais jovens estilistas locais. 

Os cervejeiros não podem deixar de passar na Crate-Beer, endereço que reúne pequenas produtoras com um sebo de vinis. As bolachonas podem ser escutadas enquanto se degusta cervejas só encontradas neste canto da cidade. 

Foto: Divulgação
copenhagen lgbtqia+
Grod | Foto: Divulgação

Confira nossa matéria na edição impressa com um roteiro Proudly UNQUIET completo, produzido durante a World Pride Copenhagen. Clique aqui para baixar a versão digital da revista.

Copenhague é uma mini fenda da vida moderna. Mais relaxada do que outras cidades e mais humana em caráter e escala. Há uma palavra em dinamarquês: samfundssind, de samfund (sociedade) e sind (mente) que significa mentalidade comunitária, que disparou em uso durante a pandemia. E é um conceito vivo em todo morador da capital dinamarquesa.

A diferença de riqueza relativamente estreita, a baixa taxa de criminalidade (atualmente em seu nível mais baixo em mais de uma década), uma sociedade mais igualitária e altos níveis de confiança fazem dela um lugar descontraído para se viver e trabalhar. Não é surpresa que a Dinamarca seja votada regularmente como um dos países mais felizes do mundo. E, um dos lugares mais LGBTQIA+ friendly que existe. 

copenhagen lgbtqia+
Nørrebro | Foto: Divulgação

    UNQUIET Newsletter

    Voltar ao topo