Sabores do Piemonte no Casa della Capra

Com base nas próprias paixões, um casal de brasileiros inaugurou, aos pés dos Alpes italianos, um hotel que combina arte, gastronomia e ciclismo por rotas cênicas

Fechar

Benefícios Exclusivos UNQUIET: Itália, Casa della Capra

Saiba mais

Consulte seu agente de viagens.

Casa della Capra

  • Passeio de Bike por pequenos produtores de Verbania exclusiva para leitores UNQUIET.

Código de Reserva: Unquiet Special Offer

Validade: Março de 2023

A região do Piemonte é o epítome dos sabores, da cultura e do lifestyle no norte da Itália

E foi aqui, precisamente às margens do Lago di Mergozzo, cuja água é classificada entre as mais limpas do país, o local escolhido pelo casal Patricia Orem e Felipe Bianchi para instalar o Casa della Capra. O simpático e diminuto hotel, com somente sete suítes, é um filho gerado pouco antes da pandemia, parte de um projeto da dupla que mirou em direção à tríade formada por novas formas de arte, pedaladas ao ar livre e boa cozinha. Combinação capaz de fisgar muitos viajantes pelo coração. 

A partir de Milão, a autoestrada que leva ao hotel percorre caminhos sinuosos, descortinando vales de deslumbrante vegetação, ora verdejante, ora cintilante, reflexo dos enormes lagos que cercam a região dos Alpes italianos. E, de repente, os cenários dos polos industriais de Milão e de Turim parecem memórias distantes. As fábricas de onde saem os queridos carrinhos 500 dão lugar a construções e ruínas, testemunhas do Império Romano e de reinos da Idade Média, por onde pequenos produtores exibem, orgulhosos, queijos e azeites premiados.

Ao chegar a Verbania, vilarejo obrigatório para a compreensão do jeito de ser piemontês, surge um sem-número de pequenos restaurantes, lado a lado, anunciando criações à base de ingredientes almejados por chefs de todos os cantos do globo. Entre eles, as cobiçadas trufas brancas de Alba, as mais caras do mundo, colhidas entre os meses de outubro e dezembro, e os cogumelos porcini, que dão as caras no fim do verão europeu de forma abundante. Para completar o panorama, charmosas livrarias, antiquários e galerias de artesãos nascidos na região brotam por todos os lados.

Foto: Casa Della Capra
Foto: Erik Sadao

O olhar começa a se acostumar ao cenário local quando se faz uma parada no Ca’ del Mosto, restaurante situado em uma das pontas do Mergozzo. Ali, o primeiro Aperol spritz da viagem é a melhor pedida para brindar com antepastos saborosos. É uma pista ao paladar sobre os sabores que o aguardam, já que a vibe campesina e a energia autêntica promovidas pelo Casa della Capra ganharam forma enquanto o casal criador do projeto observava a vida local dos pescadores e seus barquinhos aportando no lago.

A hospitalidade idealizada por Patricia e Felipe é sentida logo na chegada, em pequenos luxos essenciais da decoração, que emana arte e vida, com peças produzidas por artistas elencados por ela para ministrar oficinas dentro do agitado calendário de primavera/verão do hotel. As brasileiras Marcella Riani e Nara Rosetto fazem parte desse grupo seleto, que inclui a chilena Fiorella Angelini, a italiana Giorgia Oldano e as irmãs suíço-brasileiras Kalina e Maja Juzwiak. Todas deixaram obras em uma galeria em mutação instalada nas áreas comuns do Casa.

Casa della Capra
Casa della Capra
Foto: Casa Della Capra

Para não deixar dúvidas de que estamos em um bike-hotel, no átrio principal está pendurada uma magrela vintage da lendária marca Bianchi – o nome é apenas uma coincidência com o sobrenome de Felipe –, oriunda da lendária fábrica de Treviglio. A peça é pretexto para ótimos papos sobre a Revolução Industrial e o design italiano, curiosidades que a arquiteta de formação Patricia tem prazer em compartilhar. As modernas bikes híbridas utilizadas nos passeios, por sinal, permitem dar a volta no Mergozzo, ou seguir sem rumo pelas margens do Rio Toce e do Vale d’Ossola, sem suar demais a camisa. Aliás, para aproveitar ao máximo os roteiros propostos pelo hotel, é imprescindível se atentar à programação cultural e às atividades agendadas pelos proprietários, já que cada época destaca uma forma diferente de explorar passeios e atividades por caminhos próximos.

Apaixonado por gastronomia, Felipe se tornou expert nas iguarias do Piemonte, terra de seus ancestrais. Para criar o menu do restaurante do hotel, que é aberto a não hóspedes, desenvolveu uma ótima relação com produtores da região e proprietários de restaurantes daquele tipo em que só se consegue uma mesa com o aval de um morador. O próprio Casa se tornou uma estrela do roteiro foodie do norte da Itália, atraindo gente de metrópoles como Milão para concorridos jantares capitaneados por ele. O cardápio é meticulosamente preparado com produtos frescos e locais, considerando suas últimas descobertas e o desabrochar de delicados ingredientes.

Funghi Porcini | Foto: Casa Della Capra
casa della capra: passeio de bike à marge do lago
Foto: Casa Della Capra
casa della capra: passeio do lago maggiore
Lago Maggiore | Foto: Casa Della Capra

A comida, a propósito, é, definitivamente, o fio condutor que une as pedaladas e as vivências de arte organizadas pelo Casa della Capra. Toda vez que um artista aporta no hotel, um menu especial é pensado para encorpar a experiência do workshop em uma comunhão que evidencia a receita da felicidade. E acredite: logo na primeira pedalada, fica clara a escassez do tempo planejado para curtir tudo que a região oferece.

É o próprio Felipe, aliás, quem conduz as bike trips, pousando em acomodações fora do mapa do viajante mais experiente, ou dormindo sob o céu estrelado dos Alpes, em acampamentos cuidadosamente montados para cada expedição. Tudo para descobrir os sabores de iguarias que germinam às margens de afluentes do Toce, dificilmente encontradas nas prateleiras dos melhores mercados. Salta aos olhos a quantidade e a qualidade de queijos e vinhos locais – o Piemonte é a terra do Barolo, do Barbera e do Barbaresco.

Arte Arazzi | Foto: Casa Della Capra
Foto: Casa Della Capra

O Entorno

Um dos bons passeios a fazer pela região passa pela cidade de Verbania e pelos parques às margens do gigantesco Lago Maggiore. A dica é aproveitar uma parada para almoço no surpreendente La Casera, um pequeno Eataly, com curadoria de alguns dos melhores queijos que você vai comer na vida, além de proporcionar compras de ingredientes que cumprem o dever de estender a lembrança na volta para casa. Aliás, prepare-se para dar conta de uma mochila pesada nos quase 10 quilômetros de pedalada na volta. Mas tenha a certeza de surpreender seus amigos quando estiver de volta em casa e servir a eles uma macarronada simples, finalizada com o azeite trufado de Alba garimpado nesse dia.

Risoto de aspargos e camarão | Foto: Casa della Capra

Os Jantares

Surpresas gastronômicas diárias são produzidas pelo chef Felipe para o fim do dia. Além do banquete preparado com ingredientes descobertos por ele, um recital de um violoncelista da filarmônica de Milão, por exemplo, pode acontecer sem prévio aviso. O público assíduo do restaurante local é amigável e, inspirado pelo ambiente intimista e descompromissado criado pelo casal, interage noite adentro. O assunto principal costuma ser o cardápio proposto por Felipe, que sugere com frequência uma fusão entre pratos brasileiros preparados com ingredientes piemonteses e outros, de primeira linha, que ele importa cuidadosamente. Do famoso pastelzinho à picanha – assada com uma destreza de causar inveja a qualquer gaúcho.

Para relaxar após um dia inteiro de atividades, o tempo passado no Casa della Capra pede um ritual apropriado, já que não há spa no hotel. Depois de retornar de um passeio de bike, caminhada ou mesmo das compras diárias, um bom descanso na prainha montada às margens do Mergozzo e um mergulho em suas águas reluzentes proporcionam o descanso perfeito antes do jantar. E a jacuzzi no terraço é providencial para aquecer quando o sol se põe no lago ou para relaxar após as pedaladas diárias. A vista é tão hipnotizante que você terá dificuldade de sair de lá antes do pôr do sol.

Fechar

SUSTENTABILIDADE

Ações de conservação do meio ambiente e ações sociais

Saiba mais
. Pomar, horta de ervas e verduras produzidas a km 0;
. Compostagem;
. Iluminação externa a energia solar;
. Sistema de climatização interno ecológico;
. Recarga de e-bikes e carros elétricos;
. Promoção de Slow Travel sustentável com tours e aluguel de bicicletas elétricas e comuns;
. Colaboração com a rede de produtores alimentares locais;
. colaboração com artesãos e artistas locais;
. Linha de cosméticos biológicos orgânicos;
. Material de limpeza ecológico.

Clique aqui para ler a matéria na íntegra na edição 06 da Revista.

Mapa: Antônio Tavares
Foto: Casa Della Capra

    UNQUIET Newsletter

    Voltar ao topo