Bocas del Toro

O La Coralina Island House surge como um destino para experiências de wellness em comunhão com a natureza intocada do Caribe panamenho

A aterrissagem no Aeroporto Internacional de Tocumen, no Panamá, confirma que o país é um hub aéreo das Américas. Por ali, a maioria dos brasileiros está só de passagem. Mas o Panamá, muitas vezes subestimado como destino, espremido entre a Colômbia e a Costa Rica, reserva lugares surpreendentes àqueles que se propõem a fazer uma conexão mais longa – e profunda – antes de seguir viagem. 

Um deles é Bocas del Toro, um arquipélago situado a uma hora de voo da capital, a Cidade do Panamá. Ainda da janelinha do avião é possível avistar o azul profundo do oceano, salpicado por grandes ilhas de vegetação abundante, ilhotas e cayos, circundados por águas claras e recifes de corais. Esse é o panorama do ainda pouco conhecido Caribe panamenho. 

Com sete ilhas principais, Bocas detém uma rica biodiversidade, predicado que levou à criação do primeiro Parque Nacional Marinho do Panamá, declarado Patrimônio da Unesco. Hoje, a região é uma referência em ecoturismo. O destino é procurado especialmente por surfistas experientes, mas novos hotéis, como o La Coralina Island House, também têm revelado sua vocação para o bem-estar. 

A chegada à Ilha Colón, a maior do arquipélago, exibe contornos rústicos e uma atmosfera relax. Situado a 10 km de carro do aeroporto, percorrendo uma estrada de terra que beira o mar, o La Coralina surge como um portal para dias de desconexão com o mundo lá fora.

Fechar

Benefícios Exclusivos UNQUIET: Panamá, La Coralina Island House

Saiba mais

Consulte seu agente de viagens

La Coralina Island House

Benefício: Upgrade garantido no momento da reserva.

Use o código: UNQUIET SPECIAL OFFER

Validade: Benefício expirado

Sala de Ioga do La Coralina
Espaço Ioga do hotel

Inspiração indonésia 

Instalado entre a floresta tropical nativa e a Praia de Paunch, uma das favoritas dos surfistas que visitam a ilha, o La Coralina Island House tem foco total no bem-estar, sempre integrado à natureza. 

O hotel, construído durante a pandemia, se ergue sobre um terreno inclinado e tem a arquitetura indonésia como inspiração – tema que emoldura as oito vilas e as 23 suítes, com jardins privativos ou varandas com vista para o oceano. 

Esculturas de pedra de Bali e móveis antigos de Java, peças de arte e objetos de decoração com motivos asiáticos preenchem os diferentes espaços. Uma fonte central conecta toda a propriedade, emanando uma paz sem igual. 

Nos restaurantes do La Coralina, predominam hortaliças, peixes e frutos do mar frescos, em pratos da cultura local ou internacional, como os pokes havaianos, que se harmonizam muito bem com o ambiente. Comandado pelo chef executivo argentino Rodrigo Vazquez, o cardápio traz também uma boa variedade de cortes de carnes, com direito a parrillas, preparadas uma vez por semana na churrascaria aberta. Ingredientes típicos, como o cacau e o café – produtos de exportação do Panamá –, conferem um toque especial às diferentes receitas.

Jardins do La Coralina

Compromisso verde

O La Coralina está situado na borda da Reserva Natural de Bocas del Toro. Comprometido com a preservação desse ambiente, o hotel cumpre as boas práticas sustentáveis em ações consistentes, como eficiência energética, amenities em embalagens reutilizáveis, o baixo impacto do uso de plástico e os tratamentos de resíduos orgânicos. Ele ainda desenvolve, em parceria com instituições próximas, a restauração e a recuperação de corais mortos ou em declínio. Uma equipe multicultural compõe o quadro de colaboradores, dos quais 90% são sa região. O hotel também fomenta a economia local, abastecendo seus restaurantes com ingredientes de pequenos produtores. Suas ações de responsabilidade social incluem a capacitação de profissionais e a integração e o atendimento de crianças de baixa renda. 

Prato do Paunch Beach Club, do La Coralina
O mar azul-turquesa na Zapatilla Island, em Bocas del Toro | Foto: Getty

Bem-estar holístico 

Quase escondido entre os jardins do hotel, o La Coralina Island Spa oferece um menu holístico elaborado pela austríaca Esther Aguero Carrasco-Gujer. Os cuidados incluem massagens relaxantes, reflexologia, tratamentos corporais e faciais, hidroterapia e diversos programas personalizados de educação sobre nutrição e bem-estar. Quatro salas de massagem, sauna e uma jacuzzi ao ar livre completam a estrutura do spa. 

Os hóspedes são livres para escolher atividades da programação semanal, com aulas de ioga, pilates, meditação, alongamento e circuito aeróbico. Quem não se descuida do shape tem à disposição uma academia bem equipada, banhada de luz natural, e pode contar com a ajuda de um personal trainer. Ao redor do spa, duas trilhas convidam a caminhadas pela mata abundante e intocada.

Aqueles que buscam o bem-estar de maneira mais holística, com cuidados que abrangem a saúde física, mental, espiritual e social, podem apostar nas terapias alternativas. Uma delas é a biodescodificação, que visa desenvolver um novo olhar sobre a relação e percepção que temos do nosso corpo como um todo para alcançar o equilíbrio emocional, melhorando assim a saúde física.

Estrelas-do-mar são abundantes no Caribe panamenho | Foto: Getty

Energias restauradas 

Um dos espaços mais acolhedores da propriedade, o estúdio de ioga, por si só, emana tranquilidade. Trata-se de um pavilhão de madeira rodeado pela mata, construído suspenso sobre um fosso, que, para respeitar o terreno, foi preenchido com pedras de quartzo branco, obsidiana e ametista, com comprovados benefícios energéticos. 

A meditação guiada por estímulos de sons talvez seja uma das experiências mais surpreendentes. Deitados no pavilhão, os hóspedes são submetidos à vibração de instrumentos, como tambores, gongos e sinos. Um som, no entanto, é constante: a frequência solfeggio 174 hertz – uma música com poderes terapêuticos. “A faixa 174 trabalha para levar ao profundo relaxamento. Chama-se estado alfa: um estado entre a consciência de estar acordado e o dormir”, explica o instrutor especializado Gustavo Villamor. “Depois segue outra frequência, trabalhando todas as suas sombras, tirando seus medos, dores e culpas.” Não há preocupação que ouse atravessar sua mente durante a sessão. Nesses tempos, em que vivemos saturados pelos ruídos da vida moderna, entrar em um estado onírico é revitalizante.

Uma vila do La Coralina

Tesouros de Bocas del Toro

A descoberta das belezas naturais de Bocas del Toro arremata as vivências de bem-estar. O La Coralina organiza diversos passeios e experiências pela região. O beach club do hotel é base para atividades como stand-up paddle, kitesurfe, surfe, mergulho e snorkeling, além de caminhadas para a observação da fauna. Bicicletas ficam à disposição para que os hóspedes visitem as praias mais próximas, como a Playa Bluff, famosa pelas altas ondas e pelos esforços de proteção das tartarugas marinhas.

Zarpando do porto da Ilha Colón, duas embarcações do La Coralina navegam rumo aos principais atrativos do arquipélago. A primeira, um barco de três motores, leva os viajantes até um irresistível mergulho no Cayo Zapatilla, uma ilha estreita banhada por um mar verde-esmeralda de ondulações suaves, situada no Parque Nacional Marinho Ilha Bastimentos. Ao norte de Colón, surge a Ilha dos Pássaros, um afloramento rochoso onde se observa a dança de diversas aves marinhas. Nessa pequena floresta, circulam espécies como andorinhas-do-mar, fragatas, cagarras, gaivotas e graciosos rabos-de-palha-de-bico-vermelho. Em dias de águas calmas, é possível fazer snorkeling em seus arredores.

Mapa: Antônio Tavares

Uma das navegações mais especiais acontece a bordo do monocasco Don Juan, um elegante veleiro de cerca de 30 m, que acomoda até seis hóspedes e três tripulantes. Saindo no meio da tarde, ele conduz os viajantes até a Playa de las Estrellas, cujas águas transparentes permitem observar as abundantes estrelas-do-mar. O retorno, sempre com o mar intercalado pela vegetação das ilhas no horizonte, é acompanhado por um pôr do sol inspirador.

O combo de autocuidado com imersão nos belos cenários de Bocas del Toro vale, certamente, a conexão no Panamá – e não apenas para esticar as pernas entre um voo e outro, mas também para se reconectar consigo mesmo.  

Clique aqui para ler a matéria na íntegra na edição 09 da Revista UNQUIET.

A repórter viajou pela Copa Airlines.

copaair.com
@copaairlines
facebook.com/CopaAirlinesBrasil

Fechar

SUSTETABILIDADE

Ações de conservação do meio ambiente e ações sociais

Saiba mais

La Coralina

  • Classificação de resíduos
  • Tratamento de resíduos orgânicos
  •  Uso de produtos locais para todos os alimentos servidos; legumes, frutas, peixes, aves e outros cortes de carne (exceto carne bovina, que é importada)
  • Captação de água da chuva para uso em tanques sanitários
  •  Tratamento de esgoto
  • Recomendação aos nossos hóspedes e procedimentos implementados para a mudança de roupa de cama com frequência inferior à diária
  • Não uso de recipientes descartáveis de amenities
  • Baixo impacto do uso de plásticos
  • Controle do uso de energia por ligar e desligar automático
  •  Contratação de mão de obra local em 90% do quadro
  • Responsabilidade social corporativa com a comunidade local, capacitação, integração e atendimento de crianças de baixa renda
  • Restauração e recuperação de corais mortos ou em declínio.

lacoralinaislandhouse.com

 

    UNQUIET Newsletter

    mobil okey oyna
    https://www.fapjunk.com https://pornohit.net
    evden eve nakliyat
    evden eve nakliyat
    akumyolda.comakumyoldaakumyolda.comakumyolda.comakumyolda.comakumyolda.com
    turkceingilizce.gen.trturkceingilizce.gen.tr
    translatedicttranslate dicttranslatedict.com
    Freetranslations.org is a web site to help you to translate to English from tens of languages as a free translator.freetranslationsfreetranslations.org london escorts
    ©UNQUIET 2024 - Todos os direitos reservados
    Think4
    Voltar ao topo